Projeto social no Ceasa prepara alunos para mercado de trabalho


Últimos Vídeos

18/12/2018
PREGÃO PRESENCIAL Nº 014/2018

13/12/2018
PROCEDIMENTO LICITATÓRIO N.º 007/2018

14/11/2018
PREGÃO PRESENCIAL N.º 012/2018

ver todas as licitações em andamento.
 
  Arundinas

Pertencente à família Orchidaceae, a arundina - ou orquídea-bambu, como também é conhecida - é uma orquídea terrestre e pode ser utilizada em projetos paisagísticos para compor belos jardins, principalmente em estilos tropicais.
 
Apesar de pertencer à família das orquídeas, este gênero pode ser cultivado diretamente no solo, o que não acontece com a maioria da espécie que se desenvolve em árvores, fixando-se nestas, como podemos observar na natureza.
 
A arundina é uma planta rústica, de fácil manejo, adaptando-se muito bem em regiões quentes, pois necessita de sol pleno e solo bastante drenado para desenvolver-se bem e rapidamente. Devemos evitar o excesso de irrigação. Não é recomendada sua utilização em ambientes internos ou em varandas assombreadas, pois requer muita luminosidade e sol direto para seu florescimento.
 
Quando plantadas formam grandes touceiras podendo chegar até 2 metros de altura. Geralmente esta planta permanece florida ao longo do ano, porém é na primavera e no verão que o seu florescimento se intensifica Podemos encontrar plantas com flores nas cores rosa ou branca, dependendo da muda adquirida.
 
Em projetos paisagísticos podem ser projetadas para plantio rentes a muros ou isoladamente em jardins. Também podem ser plantadas em vasos ou jardineiras mas de grande porte, pois a arundina, quando adulta, chegar a formar grandes maciços ou touceiras.
 
No Mercado Permanente de Flores da Ceasa Campinas estas mudas são comercializadas com alturas de 90 centímetros até 1,50 metro de altura, unitariamente, em potes plásticos ou sacos plásticos.

 

Autor: Ana Rita Pires Stenico, engenheira agrícola e gerente do Mercado de Flores da Ceasa


+ Dicas

 

Desenvolvido por: CiaPixel Agência Digital