Projeto social no Ceasa prepara alunos para mercado de trabalho


Últimos Vídeos

18/12/2018
PREGÃO PRESENCIAL Nº 014/2018

13/12/2018
PROCEDIMENTO LICITATÓRIO N.º 007/2018

14/11/2018
PREGÃO PRESENCIAL N.º 012/2018

ver todas as licitações em andamento.
 
  Goiaba

Goiaba é o fruto da goiabeira, árvore da espécie Psidium guajava, da família Myrtaceae, originária da América tropical. Ocorre sobretudo no Brasil (São Paulo e no Nordeste próximo ao Rio são Francisco), nas Antilhas e no sudeste da Ásia.
Existem duas variedades: a branca, de casca esverdeada e interior amarelo-esverdeado pálido, e a vermelha, de casca amarelada e interior rosado.
A safra tradicional ocorre nos primeiros meses dos anos, mas, com sistema de poda e outras técnicas agronômicas, os produtores podem ofertá-la durante todos os meses.
Só as goiabas vermelhas têm licopeno, uma substância que protege a pele contra os raios ultravioletas, previne contra o câncer de próstata e aumenta a imunidade do organismo.
A goiaba branca possui alta concentração de vitamina C, que é um antioxidante que neutraliza a ação dos radicais livres, responsáveis pelo processo de envelhecimento precoce do organismo. Também facilita a absorção de ferro e aumenta a resistência a infecções.
Na casca da goiaba esta a maior concentração de fibras. “Para quem não gosta de comer a casca da goiaba, pode bater o suco. Para cada dois copos de água, você usa uma goiaba inteira”
A goiaba ainda tem pectina, uma fibra solúvel que ajuda no controle dos níveis de açúcar no sangue; cálcio, fundamental para a formação dos ossos e dentes; e potássio, que ajuda a equilibrar a água no nosso organismo. “
A goiaba não é indicada para quem tem diverticulite, uma inflamação no intestino e para quem tem prisão de ventre, não é interessante consumir diariamente.
Na culinária pode ser usada para fazer geleias, compotas, sucos, sorvetes, bolos, doces e até molhos salgados. O doce de goiaba é muito saboreado no Brasil. A combinação de goiaba com queijo deu tão certo e originou o nome : Romeu e Julieta.
A melhor forma de consumir a goiaba é fresca e com a casca.
Para guardar, lave bem as goiabas e enxugue. Depois, coloque na gaveta da geladeira, pois a fruta estraga com muita facilidade. Se a goiaba não for consumida logo e começar a ficar passada, use-a para fazer doces.
Valor nutricional: 100gr de goiaba equivalem a 42,5 calorias, 9,5 carboidratos, 0,9 de proteínas, 0,1 de gorduras, 5,4 de fibras.
 
Receita:
Doce de goiaba vermelha
• 1 kg de goiaba madura
• 500 g de açúcar
• 1/2 l de água
• Canela em pau a gosto
Modo de Preparo
1. Lave e descasque a goiaba
2. Corte - as ao meio e retire as sementes
3. Em uma panela grande, dissolva o açúcar na água
4. Junte a canela e leve ao fogo
5. Deixe a calda engrossar ligeiramente
6. Junte as goiabas e cozinhe por 15 minutos, cuidando para que a fruta não desmanche
7. Retire do fogo e dixe esfriar
Suco de goiaba
• 2 goiabas grandes descascadas e picadas
• 2 xícaras (chá) de água
• 1 colher (sopa) de suco de limão
• 2 colheres (sopa) de açúcar
• Gelo a gosto
Modo de preparo
• Bata no liquidificador as goiabas, a água, o suco de limão e o açúcar e até que fique homogêneo. Coe e acrescente gelo.

 

Autor: Audiceia F. Januario, Nutricionista


+ Dicas

 

Desenvolvido por: CiaPixel Agência Digital