Consumo de frutas aumentam por conta do calor


Últimos Vídeos

18/12/2018
PREGÃO PRESENCIAL Nº 014/2018

13/12/2018
PROCEDIMENTO LICITATÓRIO N.º 007/2018

14/11/2018
PREGÃO PRESENCIAL N.º 012/2018

ver todas as licitações em andamento.
 
  Neve da montanha

Durante o outono e agora com a chegada do inverno o arbusto popularmente conhecido como Neve da Montanha ganha um exuberante florescimento. Da família Euphorbiaceae, o Neve é originário da África mas se adaptou muito bem no Brasil principalmente em regiões de clima mais ameno. Com copa muito densa, pode atingir até 3 metros de altura, que quando florida possui numerosas flores brancas, deixando o arbusto todo branco, aparentando estar coberto de neve, daí o seu nome.

Sua floração dura até três meses, ficando sem flores e folhas depois disso até a chegada da primavera quando começam uma nova brotação.  Pode ser utilizado como planta isolada, ou em conjunto, formando uma bela composição, principalmente quando florido. No período da queda das folhas e flores, podemos realizar podas moderadas para deixar a planta com uma copa mais compacta nos próximos florescimentos.

Deve-se cultivá-lo a sol pleno e de preferência em regiões com temperaturas mais amenas. É uma planta rústica e fácil de cultivar, não exigindo muita adubação ou outros tratos para seu desenvolvimento. Mudas podem ser encontradas nas proximidades da planta-mãe, pois se originam das sementes que caem e que acabam germinando próximas ao local, que podem ser retiradas e replantadas em outros locais.  

No Mercado Permanente de Flores da Ceasa-Campinas são encontradas a mudas de Neve da Montanha para comercialização, vendidas unitariamente, embaladas em sacos plásticos, variando de 0,80 m até 1,50 m de altura.

 

Autor: Ana Rita Pires Stenico, engenheira agrícola, gerente do Mercado de Flores da Ceasa-Campinas


+ Dicas

 

Desenvolvido por: CiaPixel Agência Digital