Consumo de frutas aumentam por conta do calor


Últimos Vídeos

18/12/2018
PREGÃO PRESENCIAL Nº 014/2018

13/12/2018
PROCEDIMENTO LICITATÓRIO N.º 007/2018

14/11/2018
PREGÃO PRESENCIAL N.º 012/2018

ver todas as licitações em andamento.
 
  Petúnia

petunia.jpgEncontraremos agora em outubro uma grande oferta de petúnia, flor herbácea (rasteira de caule não lenhoso) que apresenta um porte de no máximo 60 centímetros de altura. É muito utilizada em projetos paisagísticos para forrar canteiros ou jardins, deixando o local com um florido muito vistoso, pois podemos encontrá-la em várias cores: brancas, roxas, lilases, diversas tonalidades rosas, vermelhas e até listradas com duas cores. Estas colorações são conseguidas através de processos de hibridação (cruzamento de espécies).

 

Formam-se principalmente na primavera, podendo ser cultivadas a pleno sol diretamente em jardins, formando maciços coloridos, ou também em vasos e jardineiras. O solo para o cultivo da petúnia deve ser rico em matéria orgânica e a irrigação no Verão deve ser feita diariamente, porém sem encharcar o local.

 

Mantêm-se floridas o ano todo, porém, apesar de serem perenes, devemos renovar os canteiros uma vez ao ano, plantando novas mudas, pois as plantas antigas vão perdendo o vigor.  

 

Entre as suas muitas variedades, resultados das hibridações, algumas são indicadas para serem plantadas em cuias, pois são pendentes, outras são perfumadas, algumas apresentam maiores portes e outras até são anãs.

 

As petúnias pertencem à família Solanaceae e são nativas da América do Sul, principalmente do Brasil e da Argentina. Por isso são fáceis de serem cultivadas aqui, não requerendo grandes cuidados para a manutenção.

 

Estas flores são ofertadas no Mercado Permanente de Flores da Ceasa-Campinas em caixas com 15 unidades das mudas em cada uma.

 

Autor: Ana Rita Pires Stenico, engenheira agrícola e gerente do Mercado de Flores da Ceasa


+ Dicas

 

Desenvolvido por: CiaPixel Agência Digital