Consumo de frutas aumentam por conta do calor


Últimos Vídeos

24/01/2019
PREGÃO PRESENCIAL N.º 017/2018

24/01/2019
PREGÃO PRESENCIAL N.º 018/2018

24/01/2019
PROCEDIMENTO LICITATÓRIO N.º 005/2018

ver todas as licitações em andamento.
 
  Saritéia

sariteia2red.jpgA saritéia (Saritaea magnifica) é uma planta trepadeira, muito decorativa e sua utilização em paisagismo se dá para revestimentos de cercas, grades, alambrados e pergolados. É também indicada para cobrir grandes espaços abertos.

 

Com folhagem muito vigorosa, a saritéia tem flores na cor rosa. Na primavera e verão a floração mantêm-se mais exuberante. Quando estão plantadas em regiões mais quentes podem continuar com seu florescimento o ano todo. Não é indicada sua utilização em regiões de clima frio, pois não tolera baixas temperaturas.

 

Originária da Colômbia, a planta foi introduzida no Brasil por Roberto Burle Marx, um dos maiores paisagistas brasileiros, reconhecido internacionalmente. Foi ele quem primeiro utilizou a saritéia em seus projetos popularizando o uso da planta no país.

 

A saritéia é uma planta rústica, não apresenta dificuldades para seu manuseio nem tem necessidade de muitos cuidados no seu cultivo. É indicada para plantio em solo que apresente boa drenagem e a pleno sol. Ela não se desenvolve em locais com sombra.sariteia1red.jpg

 

Quando a planta estiver adulta e se for plantada em um local amplo, produz um grande efeito visual ornamental em função do seu crescimento vigoroso. Sua multiplicação pode ser feita através de estacas, que se enraízam com facilidade, se colocadas no final do inverno e início da primavera.

 

Encontramos a saritéia no Mercado Permanente de Flores da Ceasa-Campinas em mudas unitárias, em torrões, com alturas que variam de 5 centímetros até 1 metro de altura.

 

Autor: Ana Rita Pires Stenico, engenheira agrícola e gerente do Mercado de Flores da CEasa-Campinas


+ Dicas

 

Desenvolvido por: CiaPixel Agência Digital