Completo - Ceasa Gourmet com Felipe Bronze


Últimos Vídeos

18/09/2017
PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2015

14/09/2017
PREGÃO PRESENCIAL N.º 015/2017

13/09/2017
PREGÃO PRESENCIAL N.º 014/2017

ver todas as licitações em andamento.
 
          Notícias

Vendas de hortifrútis na Ceasa Campinas crescem 6,9% no 1º semestre e volume se aproxima de patamares pré-crise

Preço médio dos produtos registra queda de 21% e também sinaliza retorno à normalidade

 

A comercialização de produtos hortifrutigranjeiros na Ceasa Campinas cresceu 6,93% no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2016. O volume acumulado nos seis primeiros meses do ano foi de 319,3 mil toneladas, contra 298,6 mil toneladas no mesmo período do ano passado. A quantidade vendida também é a maior já registrada desde 2012, ano que antecedeu o início da crise econômica no País, o que sinaliza a retomada do consumo de frutas e hortaliças.

O aumento das vendas no entreposto campineiro é acompanhado, mais uma vez, da queda dos preços dos produtos. Em média, os hortifrútis ficaram 21,07% mais baratos (o preço médio passou de R$ 2,99/kg, no primeiro semestre de 2016, para R$ 2,36/kg, no mesmo período deste ano).

A batata continua na liderança das vendas, com 42,4 mil toneladas comercializadas (aumento de 25,1% ante 2016) e preço médio de R$ 1,52/kg (queda de 42,6%), seguida da melancia com 24,7 mil toneladas (+12,7%) a R$ 0,93/kg (-23%) e mamão com 20,4 mil toneladas (+16,9%) a R$ 2,30/kg (-43,9%) (veja tabela abaixo).

Segundo o engenheiro agrônomo Ricardo de Oliveira Munhoz, do Departamento de Hortifrutigranjeiros da Ceasa Campinas, “o volume acumulado no primeiro semestre sinalizou que a Ceasa Campinas poderá concluir o ano mais próxima do nível de consumo de frutas e hortaliças realizado antes do biênio 2013 e 2014, marcos quantitativos associados à crise hídrica e ao início da crise econômica do País”.

Ele também explica que o aumento do consumo das frutas e hortaliças se deve à deflação, na esteira da recessão econômica, pois as pessoas acabam substituindo produtos mais caros pelos de menor preço, e também ao crescimento vegetativo da população. “Após uma análise dos preços médios dos últimos cinco anos, conclui-se que a diminuição observada nos dois primeiros trimestres de 2017, na verdade, foi apenas um retorno à normalidade, uma vez que em 2016 houve um aumento atípico de preços da ordem de 32,9 % sobre o valor médio de 2015”, disse.

Munhoz também destaca o crescimento no volume de frutas, que são a maioria dentre os produtos mais vendidos no primeiro semestre. “Podemos dizer que o consumidor está fazendo um prato cada vez mais saudável, com a inclusão de mais frutas, além das hortaliças”, afirmou.

 

Números

A Ceasa Campinas é um dos principais entrepostos do País, com oferta de produtos de 12 países e 901 municípios brasileiros de 23 estados. Em 2016, foram comercializados 610.982.593 kg de produtos hortifrutigranjeiros contra 606.928.828 kg no ano anterior, um crescimento de 0,67%. O valor total resultante dos produtos comercializados no mesmo período foi de R$ 1.676.912.960,00, o que representa um aumento de 21,7% em relação ao ano anterior.

 

 

PRODUTOS MAIS COMERCIALIZADOS – 1º SEMESTRE DE 2017 – CEASA CAMPINAS

 

 

PRODUTO

2016

 

2017

 

VARIAÇÃO 2017/2016 (%)

OFERTA (kg)

PREÇO (R$/kg)

 

OFERTA (kg)

PREÇO (R$/kg)

 

OFERTA (kg)

PREÇO (R$/kg)

BATATA

33.889.967

2,84

 

42.412.369

1,52

 

25,15

-46,60

MELANCIA

21.897.729

1,21

 

24.690.720

0,93

 

12,75

-23,09

MAMAO

17.428.150

4,10

 

20.382.820

2,30

 

16,95

-43,95

LARANJA

22.446.494

1,14

 

20.374.958

1,66

 

-9,23

45,58

TOMATE

20.279.708

2,64

 

19.966.216

2,03

 

-1,55

-23,23

CEBOLA

20.644.933

3,23

 

19.826.036

1,52

 

-3,97

-52,88

BANANA

18.909.251

1,86

 

19.540.612

2,20

 

3,34

18,34

MACA

13.904.389

4,60

 

15.172.730

3,40

 

9,12

-26,11

ABACAXI

12.059.877

2,66

 

11.723.934

2,63

 

-2,79

-1,14

LIMAO

7.356.517

1,57

 

9.735.845

1,21

 

32,34

-22,59

MELAO

8.406.294

2,53

 

7.697.573

2,15

 

-8,43

-14,94

TANGERINA

6.160.801

2,28

 

7.473.667

1,87

 

21,31

-17,92

CENOURA

7.325.267

2,40

 

6.917.636

1,21

 

-5,56

-49,64

TOTAL CEASA

299.120.228

2,99

 

319.906.494

2,36

 

6,95

-20,94

TOTAL PRINCIPAIS

210.709.377

2,54

 

225.915.116

1,84

 

7,22

-27,79

 

  

 

 

 

 

(Fotos: Divulgação/Ceasa)



Imprimir esta notícia
+ Notícias

Topo

Desenvolvido por: CiaPixel Agência Digital