Alimentação Escolar

Logotipo da alimentação escolar composto por uma maçã sobre o papel e um lapis

A Ceasa Campinas é responsável pela operacionalização do Programa Municipal de Alimentação Escolar da cidade e trabalha junto com a Secretaria Municipal de Educação. Na Central funciona um departamento do Programa que elabora o cardápio, faz supervisão nas escolas, a logística, a recepção e controle de qualidade dos alimentos da merenda e entrega nas escolas.

O modelo da alimentação escolar em Campinas é uma referência nacional em termos de qualidade – já ganhou o Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar - e por apresentar uma alternativa ao padrão terceirizado, colocando a operacionalização numa Central de Abastecimento pública, sem custos administrativos e com foco na segurança alimentar.

265 mil refeições por dia 

Diariamente a Ceasa distribui cerca de 60 toneladas de produtos para garantir as mais de 265 mil refeições servidas diariamente na merenda. O Programa atende em torno de 601 unidades escolares da cidade - escolas municipais e estaduais, salas de aulas de jovens e adultos e entidades assistenciais.

Alimentação saudável 

A prioridade do Programa de Alimentação Escolar de Campinas é uma alimentação saudável. Por isso, investe muito em educação nutricional e na qualidade das refeições.
Há mais de 15 tipos de cardápio planejados por uma equipe de nutricionistas que são elaborados de acordo com o tipo de unidade e faixa etária: ensino infantil, fundamental, educação de jovens e adultos, entidade. As refeições são completas, com arroz, feijão, carne, legumes, salada, suco natural e sempre uma fruta de sobremesa. 

Na alimentação escolar da cidade há produtos integrais e de pequenos produtores rurais - alguns deles orgânicos, sem uso de agrotóxicos. Não há frituras, nem produtos formulados nos menus e é servida uma grande variedade e quantidade de hortifrútis. Por meio de treinamentos e da formulação das receitas, o Programa investe no controle do uso de sal, açúcar e gordura no cardápio. O açúcar foi excluído das preparações do cardápio das crianças menores de 1 ano de idade. 

Educação Nutricional

Outra preocupação é com a capacitação das profissionais para garantir a qualidade e com a educação nutricional de todos os envolvidos no Programa, inclusive os pais. As nutricionistas fazem supervisão periódica nas escolas, além de organizar e ministrar cursos na cozinha experimental da Ceasa para as mais de 900 cozinheiras do Programa. 

Elas também realizam palestras de educação nutricional para pais, professores, diretores e alunos. Por exigência da Ceasa, as cozinheiras têm dois cursos de atualização e aperfeiçoamento por ano, garantidos nos contratos com as prestadoras de serviços de mão de obra.

Cardápios para diabéticos e alérgicos

O Programa desenvolve projetos especiais como a padronização e testes das receitas e cardápios para atender crianças com diabetes e com alergia a alguns alimentos como a lactose.